Norway pharmacy online: Kjøp av viagra uten resept i Norge på nett.

Jeg kan anbefale en god måte for å øke potens - Cialis. Fungerer mye bedre kjøp cialis Alltid interessant, disse pillene og andre ting i Generelle virkelig har helse til å handle.

Geein.fclar.unesp.br

PFIZER INC.
A Pfizer é uma empresa de origem norte-americana que pesquisa, desenvolve, produz e comercializa produtos nas áreas de saúde humana e animal e de consumo. Possui 100 unidades industriais espalhadas pelo mundo e está comercialmente presente em 150 países.
No Brasil desde 1952, a Pfizer emprega atualmente no país cerca de 1.400 funcionários. Entre os produtos comercializados pela empresa destacam-se o Viagra, indicado para a disfunção erétil, o Lipitor, para colesterol alto, o Carduran, para a HPB (Crescimento benigno da Próstata), o Norvasc e o Accupril para hipertensão, o Zitromax, para infecções respiratórias, e o Zoloft, para As principais atividades do Grupo Pfizer podem ser divididos em dois segmentos de negócios: Produtos Farmacêuticos e de Consumo. O segmento farmacêutico consiste na produção de medicamentos para a saúde humana e animal. Os produtos farmacêuticos incluem medicamentos para o tratamento de doenças cardiovasculares, doenças infecciosas, desordens do sistema nervoso central, diabetes, disfunções eréteis, artrites, alergias e outros problemas. Para a saúde animal são destinados produtos incluindo antiparasitas, antiinfecciosos e anti-inflamatórios e vacinas. A empresa adquiriu Warner-Lambert no ano 2000, num movimento característico do setor farmacêutico de fusões/aquisições. Os produtos farmacêuticos responderam por 81% do faturamento em 2000, e os Pfizer é uma empresa farmacêutica internacional considerada na atualidade como uma das maiores empresas em pesquisa na área de saúde do mundo. Com presença em mais de 150 países e fábricas em 30, emprega em todo Em 1995 Pfizer alcançou um êxito no Japão, o segundo maior mercado sanitário do mundo, ao superar pela primeira vez sua cifra total de vendas naquele país, US$ 1.000 milhão de dólares.
Ao longo da década de 90, Pfizer ampliou sua presença na Ásia oriental com a construção de uma planta farmacêutica em Dalian (China), reintroduziu-se no Vietnã depois do levantamento do embargo dos Estados Unidos e vem expandindo-se nos crescentes mercados do sudeste asiático.
- Bem estabelecida na Europa a Pfizer tem reforçado recentemente sua presença - Na América Latina, atualmente a zona com maior crescimento da indústria farmacêutica, Pfizer também tem aproveitado oportunidades de expansão. Nos últimos três anos Pfizer tem escalado desde a posição número 18 para os dez No ano de 2000 as vendas da Pfizer foram de US$ 29.570 bilhões. Isso representa um aumento de 82.2% em relação ao ano de 1999, quando as vendas foram de US$ 16.230 bilhões. A aquisição da Warner-Lambert Company teve uma importante colaboração para o crescimento nas vendas da Pfizer. Este é o quinto ano consecutivo de aumento das vendas da Pfizer Inc, desde 1995, as vendas A Pfizer Inc. anunciou em fevereiro de 2000 a compra da Warner-Lambert Co. por cerca de US$ 91,4 bilhões, através da permuta de ações e assunção da dívida. A companhia resultante da transação é a segunda maior fabricante de medicamentos do mundo. O negócio foi concluído após três meses de disputa entre Pfizer e American Home Products Corp. - que, antes da Pfizer iniciar sua oferta hostil, havia fechado um acordo de fusão amigável com a Warner-Lambert, Com a aquisição, a empresa passou a ter o controle total do Lipitor, medicamento contra o colesterol que poderá se tornar líder de vendas da nova companhia, com receitas próxima a US$ 6 bilhões ao ano. A Pfizer é uma das maiores vendedoras de medicamentos para o coração. É dona do Norvasc, o mais vendido do mundo para pressão alta com vendas de US$ 3 bilhões em 1999. No Brasil, a fusão da Warner-Lambert e da Pfizer resultou numa companhia com receita de US$ 500 milhões por ano. A maior operação local das empresas antes da aquisição era da Warner-Lambert que possuía cinco fábricas - duas na cidade de São Paulo, uma em Bauru, uma em Guarulhos e outra no Rio -, com uma receita equivalente a US$ 270 milhões, depois do impacto da desvalorização A fábrica de remédios controlada pela Warner-Lambert no Brasil é o laboratório Parke Davis, do Rio de Janeiro. Essa é a operação mais compatível com a Pfizer. As outras quatro fábricas da Warner são tradicionais fornecedores locais de chicletes, balas e doces (candies). A empresa é dona das marcas líderes de chicletes, como Adams, a Bubaloo e Trident. Em Bauru, no interior de São Paulo, a empresa opera na antiga unidade da Philip Morris, onde produz os chicletes da marca Ping-Pong , Ploc e balas. A empresa também detém a marca Mirabel (wafles) de lanches, com fábrica do bairro paulistano do Limão. Ao todo a empresa emprega 2 mil pessoas no Brasil.
A Pfizer faturou US$ 229 milhões no País em 1999, um dos maiores mercados para o seu medicamento Viagra em todo o mundo. Ela é dona de uma única fábrica em Guarulhos, na Grande São Paulo, e tem sede em São Paulo. No Além do Viagra, os medicamentos da Pfizer que mais vendem no Brasil são o Carduran, para tratamento da próstata; o Norvasc, para hipertensão, e o A montagem da linha de produção do Viagra, na sede da Pfizer em Guarulhos, foi finalizada em janeiro de 2001. A capacidade é de 900 mil unidades por dia. No Brasil desde 1952, a multinacional está investindo cerca de US$ 3,2 milhões em equipamentos. A fábrica é a primeira a produzir o medicamento em toda a América Latina, e entre os planos está abastecer países vizinhos, especialmente a Argentina. Durante o ano passado, as vendas do Viagra alcançaram aproximadamente US$ 32 milhões no mercado interno, 24% de todos os negócios da Pfizer no País, e cerca de 90% do mercado de medicamentos utilizados no tratamento de impotência sexual. Entre janeiro e junho, a média mensal de faturamento com o produto chegou a US$ 3 milhões. No Brasil, segundo a Pfizer, em média, a cada cinco segundos é consumido um comprimido.
Neste ano, o mercado de produtos contra disfunção erétil, disputado também pelo Regitina, da Novartis, e o Vasomax, da Schering Plough, entre outros, deverá movimentar cerca de US$ 40 milhões no País A Pfizer anunciou em novembro de 2000 uma revisão nas operações de pesquisa e desenvolvimento, criando uma nova estrutura que servirá de base para os investimentos de US$ 4,5 bilhões que serão direcionados no próximo ano.
Segundo a companhia farmacêutica as operações de pesquisa deverão ser realizadas em oito locais diferentes, enquanto as de desenvolvimento serão concentradas em um único local em New London, no estado de Connecticut.
A estrutura planejada pela Pfizer é similar à da concorrente GlaxoSmithKline, empresa que terá o segundo maior orçamento de pesquisa e desenvolvimento após a fusão entre Glaxo Wel come e SmithKline Beecham no ano passado. No setor de pesquisa, a intenção era manter os pequenos centros, mas no setor de desenvolvimento, onde a economia de escala é importante, a empresa deseja operar globalmente. Um setor é descentralizado e o outro é A maior parte do faturamento da empresa deriva de seu mercado doméstico, Estados Unidos: no ano 2000, as vendas destinadas ao país foram de US$ 17.950 bilhões, ou seja, o equivalente a 60.7% do total das vendas.
Os gastos com P&D na Pfizer Inc no ano 2000 foram de US$ 4.440 bilhões, isso eqüivale a 15% do total das vendas. Em 1999, a Pfizer gastou US$ 4.036 bilhões em P&D, e representou 15% das vendas daquele ano. Durante os últimos cinco anos a empresa tem aumentado seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento. Em 1995, a empresa gastou em P&D US$ 1.854 bilhões e em Os pilares da pesquisa científica da Pfizer se constituem de 4 centros de pesquisa situados em Groton, (Connecuti, Estados Unidos); Sandwich, (Reino Unido); e Nagoya, (Japão). Estas equipes se relacionam com uma rede de pesquisadores da Europa, Japão, Canadá, Austrália, e outras organizações da Pfizer em todo o mundo, formando uma equipe de trabalho de 4.500 pesquisadores. Esta estrutura incomum de investigação permite à Pfizer beneficiar-se de grandes cientistas espalhados pelo mundo. Graças a isso é atribuído a Pfizer a propriedade de quatro dos dez medicamentos mais vendidos A Pfizer começou o ano 2000 promovendo uma reestruturação mundial nas operações da divisão de saúde animal. Trata-se de um redesenho geográfico.
A América Latina foi dividida em duas regionais - a do norte (da Colômbia para As três divisões mundiais - América do Norte, Europa e Ásia/América Latina - foram subdivididas em seis: Além de Europa e América do Norte, o Japão terá uma divisão de negócios própria; e uma outra foi criada para abarcar os demais países asiáticos. As outras duas divisões são as da África (África do Sul e Zimbábue) e da Austrália e Nova Zelândia. O Brasil passou a ser o centro administrativo da Pfizer Saúde Animal na metade meridional da América Latina, formada também por Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Equador, Peru e Bolívia.
A maior parte dos negócios da Pfizer Saúde Animal, no Brasil, é de produtos para bovinos - 70% do faturamento, que no ano passado foi de US$ 67 milhões. Em termo absolutos, o resultado do ano passado foi 27% inferior aos US$ 92 milhões de 1998. Diretores da empresa atribuíram a queda à desvalorização cambial de janeiro de 1999, que acabou reduzindo o faturamento

Source: http://geein.fclar.unesp.br/arquivos/historico/arquivos/Pfizer_INC.pdf

Microsoft word - us_glaxosmithkline_pressrelease_2.7.12.doc

GlaxoSmithKline to Plead Guilty and Pay $3 Billion to Resolve Fraud Allegations and Failure to Report Safety Data Largest Health Care Fraud Settlement in U.S. History Monday, July 2, 2012 Global health care giant GlaxoSmithKline LLC (GSK) agreed to plead guilty and to pay $3 billion to resolve its criminal and civil liability arising from the company’s unlawful promotion

A pandemic of fear and greed

Comment A Pandemic of Fear and Greed James Winter We are now a little more than one week into the so-called swine flu ‘pandemic’ of 2009. If there’s any pandemic about, it’s one of fear and greed. News media have filled their pages and newscasts with reports of deaths in Mexico, Texas and (god forbid) even Canada, where one toddler was reported dead on the East coast. Politici

Copyright © 2010-2014 Drug Shortages pdf